domingo, 9 de março de 2014

Estágios e Empregos 09/03


Clique e acesse nossos cursos para qualificar-se ainda mais!!!!


Estagiário de informática 
Urológica Hospital - Belo Horizonte, MG
O estagiário deverá atender as solicitações dos setores da empresa, ter conhecimento em informática, manutenção de hardware. Carga horária diária 4 horas no período da manhã.
Bolsa: 482,70 + Vale Transporte + Curso de inglês e lanche na empresa.

Interessados cadastrem-se abaixo:

http://www.indeed.com.br/ver-emprego?jk=a6d12810d639912a&q=est%C3%A1gio&l=Belo+Horizonte,+MG&tk=18h9ss7jh07813dc&from=ja&alid=04f39cfca2e5de0a&utm_source=jobseeker_emails&utm_medium=email&utm_campaign=job_alerts


_________________________________________________________

Estagiário de Administrativo/Financeiro
Atividades a serem desenvolvidas:
Auxiliar nas rotinas referentes ao setor financeiro, especialmente contas a pagar e
transações bancárias

Requisitos:Cursando ensino superior em cursos relacionados à área (Administração, Ciências Contábeis, Economia e etc) e experiência com contas a pagar/receber e conciliação bancária.
Horário de trabalho: de segunda à sexta, de 08h30 às 14h30
Benefícios: R$ 760,00 (Bolsa-estágio), vale transporte, vale alimentação,
plano de saúde e odontológico
Osinteressados com perfil compatível deverão encaminhar currículo para com
assunto “Estagiário Financeiro” até dia 16/03/2014.



_________________________________________________________________

Estagiario de Mecanica ou Eletromecanica

Salário
R$ 700,00 a R$ 755,00 (Bruto mensal)

Área e especialização profissional: Construção, Manutenção - Manutenção Mecânica
Nível hierárquico: Estagiário
Local de trabalho: Belo Horizonte, MG
Regime de contratação de tipo Estágio
Jornada Parcial manhãs

Atuar como estagiário de mecânica ou eletromecânica, com atividades no processo da área de manutenção/ produção. Desenvolver junto com a supervisão da área, tarefas relacionadas a sua área de atuação. Para empresa no setor industrial no ramo de Corte e dobra de aço/ Armadura pronta para construção civil.
Na região de Belo Horizonte. ESTÁ CURSANDO ÚLTIMO PERÍODO.

Exigências
Escolaridade Mínima: Curso Técnico
Formação desejada: Mecânica, Curso Técnico (Requerido); Eletromecânica, Curso Técnico (Requerido)
Benefícios adicionais
Vale-refeição, Vale-transporte

http://www.infojobs.com.br/vaga-de-estagiario-mecanica-eletromecanica-em-minas-gerais__3747504.aspx


________________________________________________________________

Estagiário (a): Engenharia
Cursando: Engenharia Mecânica, Produção ou Mecatrônica – entre 3º e 7º períodos
Atividades: suporte à manufatura
Muito desejável experiência anterior em “Wcm”
Horário: – a combinar – 6 hs x dia
Bolsa: R$ 1080,00
Local de Trabalho : Grande Bh – sarzedo
Interessados deverão encaminhar currículo para valquiria.martins@ciser.com.br
Colocar no campo assunto: Est.
Grata,
Valquíria da Silva Martins
Gestão e Pessoas


_______________________________________________________________

Empresa: St. Jude Medical Brasil LTDA

Área de Formação: Engenharia de Produção
Informações: Número de oportunidades (especificar se estágio ou trabalho):
01 oportunidade de estágio

Área de atuação do estagiário / funcionário: Setor de Qualidade
Pré-requisitos:
Estar cursando Engenharia de Produção.
Inglês intermediário e conhecimentos em Microinformática.

Carga horária / Jornada de trabalho:
Horário flexível de acordo com disponibilidade do estagiário
Benefícios:
R$ 1.200,00
Vale Transporte
Alimentação na empresa
Site da empresa:
www.sjm.com
Etapas do processo de seleção:
1ª etapa – Dinâmica
2ª etapa – Entrevista com RH
3ª etapa - Entrevista com Solicitante da vaga e aplicação de testes psicológicos
4ª etapa – Avaliação médica

Contato:

Outras informações: Interessados devem encaminhar currículo atualizado (com horário de aula e período) para o e-mail estagio.stjude@yahoo.com.br com o assunto “Estágio Eng. Da Qualidade”


___________________________________________________________


Oportunidade para os cursos de engenharia química, eletrônica e mecânica.
Quantidade de Vagas: 3
Requisitos: Cursando do 7º ao 10º período do curso;

Disponibilidade para estagiar no período da manhã
Ter conhecimentos em Inglês será diferencial
Atividades:

Trabalhar na área de desenvolvimento Industrial (Tecnologia de montagem, Tecnologia de Tratamento e Tecnologia de Injeção),

como suporte ao especialista de engenharia na interface entre engenharia de desenvolvimento do produto e engenharia de processos.
Valor da Bolsa: A combinar (variável de acordo com o ano do curso)
Benefícios: Vale transporte, alimentação na empresa, PLR, cesta básica, plano de saúde e odontológico,desconto em faculdades, clube, desconto na compra de veículos FIAT (após 1 ano na empresa)

Contato:

Interessados enviar currículo para nayara.silva@magnetimarelli.com e informar no assunto: “Estágio Engenharia”


____________________________________________________________

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE BENS SERVIÇOS E TURISMO DE MINAS GERAIS / - MG
Estudante de : Relações Públicas ou Eventos
Atividade do Estagiário: Trabalhar com arquivos; Dar suporte na organização de eventos; Acompanhar reuniões internas; Acompanhar as demandas do setor; Comunicação Interna; Cerimonial; Follow ups.
Valor-Bolsa: 480,00
Bairro / Região de residência: Indiferente em BH e regiões metropolitanas. 
Sexo: Indiferente
Estado Civil: Indiferente
Área de estudo: Ciências Humanas
Ano/Semestre do curso (a partir de): 2 ano ou 3°/4° semestre
Periodo que estuda: : Noite

Conhecimentos de Informática
Bons conhecimentos de Word.
Bons conhecimentos de Excel.
Bons conhecimentos de PowerPoint.
Outras informações:
BOLSA: R$480,00
BENEFÍCIOS: VALE TRANSPORTE E SEGURO DE VIDA
HORÁRIO: 08:00 ÀS 12:00 - 20 HORAS SEMANAIS / SEGUNDA A SEXTA.

NECESSÁRIO:
ESTAR CURSANDO EVENTOS OU RELAÇÕES PÚBLICAS; (TURNO TARDE OU NOITE)
SABER TRABALHAR COM PACOTE OFFICE, PRINCIPALMENTE EXCEL;

PERFIL:
PROATIVIDADE, COMUNICAÇÃO, DISCIPLINA, CRIATIVIDADE, DESINIBIÇÃO, SABER TRABALHAR EM EQUIPE, BOA RELAÇÃO INTERPESSOAL, RESPONSABILIDADE E ORGANIZAÇÃO.

GENTILEZA COLOCAR NO ASSUNTO: "ESTÁGIO EVENTOS SITE"

Cadastre no site: http://www.estagiarios.com/vagas_detalhes.asp?id=61810&T=U


______________________________________________________________

Estagiária de Arquitetura

- Imprescindível SEXO FEMININO,

- Cultura diversa, bom gosto, criatividade são de extrema importância nesse profissional,

- Superior em curso (IMPRESCINDÍVEL) em Arquitetura,

- Português correto (falado e escrito),

- Usuário de Informática ( Sketchup, Promod e Autocad serão diferenciais)

- Horário de trabalho: 14:00 hs às 18:00 hs. / Segunda à sexta-feira ,

- Remuneração: 01 salário mínimo + plano de saúde Unimed + VT,

- Necessário CVNH B e veículo próprio, pois fará visitas externas aos clientes,

Interessadas enviar currículo COM FOTO com URGÊNCIA e identificando a operadora de celular.

anima@animarh.net.br


______________________________________________________________


Estagiário de Engenharia

Requisitos:
Cursando do 7º ao 10º período do curso;
Disponibilidade para estagiar no período da manhã
Ter conhecimentos em Inglês será diferencial

Atividades:
Trabalhar na área de desenvolvimento Industrial (Tecnologia de montagem, Tecnologia de Tratamento e Tecnologia de Injeção),
como suporte ao especialista de engenharia na interface entre engenharia de desenvolvimento do produto e engenharia de processos.

Valor da Bolsa: A combinar (variável de acordo com o ano do curso)

Benefícios: Vale transporte, alimentação na empresa, PLR, cesta básica, plano de saúde e odontológico,
desconto em faculdades, clube, desconto na compra de veículos FIAT (após 1 ano na empresa)

Interessados cadastrem-se abaixo:

http://www.vagas.com.br/vagas/v909239/estagiario-de-engenharia.html


_________________________________________________________________

Estagiário de Comunicação Interna

PRÉ - REQUISITOS:

• Formação Superior (3° grau) em curso, a partir do 4° semestre, nas áreas de Comunicação Social ,preferencialmente Jornalismo e Relações Públicas.
• Programas de edição gráfica: Corel Draw, Photo Shop serão tratados como diferencial competitivo. Pacote Office.

OFERECEMOS:

• Bolsa compatível com mercado,
• Alimentação na empresa sem desconto (Café da manhã e Almoço),
• Vale Transporte.

Interessados cadastrem-se abaixo:

http://www.vagas.com.br/vagas/v909219/estagiario-de-comunicacao-interna.html


________________________________________________________________

Estágio de Infraestrutura

Formação: Cursando Sistema de Informação ou Ciências da Computação, a partir do 4º Período.

Desejável conhecimento em manutenção de computadores e experiência com sistemas operacionais e manutenção.
Necessário ter inglês básico.

Principais Atividades a serem desenvolvidas:
- Trabalhar com suporte a usuários internos, atendimento de chamados, manutenção de computadores e manutenção de backup.

Horário de trabalho: segunda à sexta, 30hs semanais.
Benefícios: Bolsa + VT + VR + Seguro de Vida.

Interessados cadastrem-se abaixo:

http://www.vagas.com.br/vagas/v910260/estagio-de-infraestrutura.html


__________________________________________________________________



sábado, 8 de março de 2014

A MANIPULAÇÃO DA PALAVRA E A FALÁCIA DA COMUNICAÇÃO


A denúncia feita contra a Zara, na semana passada, agitou a mídia e as redes sociais, o que levou a marca ao top do ranking das empresas mais comentadas. No balanço das informações fica a questão de como a empresa gerenciou a crise. Qual foi o impacto que a marca sofreu e o que restou dela depois de quase uma semana após a denúncia?
Pelo que acompanhamos, a empresa utilizou os recursos básicos tradicionais do gerenciamento de crise que serviram para colocar uma cortina translúcida entre ela, os fatos e as informações que circulavam na mídia e nas redes sociais. Em nenhum momento se observou a presença e um posicionamento forte da empresa, que a colocasse no controle do processo da crise.
Pelo que pude observar, a empresa foi reativa e não fez mais que apresentar um posicionamento oficial tentando demonstrar, por meio de um comunicado, sua incredulidade e pesar diante dos fatos e a declaração de que trabalha baseada em filosofias e políticas éticas e de relacionamento com parceiros e fornecedores.
Esse é um comportamento padrão, adotado por muitas empresas, que acham que um comunicado bem escrito é suficiente para posicionar a empresa e controlar a crise e sua imagem.
Esse tipo de atitude é próprio de empresas que ainda se encontram no mundo analógico, pelo menos em seu nível institucional e na forma de administrar uma crise. Se ela ocorreu no mundo digital, esperava-se uma ação no mesmo nível, com a abertura de relacionamentos e propostas nos mesmos meios onde ocorreram as críticas.
Mais tarde, a empresa reconheceu o trabalho irregular de alguns fornecedores, mas alegou que se tratava de “terceirização não-autorizada que violou seriamente seu código de conduta para fabricantes” e prometeu ser mais rigorosa na aplicação dos seus princípios e aplicar punição aos que não se enquadrarem a eles.
Acredito que a empresa tenha esses princípios e até agido dessa forma com os seus fornecedores. Mas, no que diz respeito à proteção da marca e sua imagem, esse posicionamento somente serviu para demonstrar que ela estava tentando se isentar da responsabilidade direta jogando o problema para um nível muito mais distante, para a “terceirização não-autorizada”.
Baseado nos princípios da boa administração, uma empresa ou liderança pode delegar tarefas, mas nunca responsabilidades. No caso dos bons princípios de Relações Públicas, essa regra é determinante, porque, no final das contas, o que foi discutido durante toda a semana, não foi quem contratou e submeteu aqueles trabalhadores ao trabalho irregular, mas sim quem era responsável por toda a operação, cujo impacto negativo foi todo projetado para sua imagem e não para os “terceirizados não-autorizados”.
Então, tudo indica que a estratégia utilizada foi de escapar dos ataques e suavizar os impactos com a utilização do discurso escrito, buscando evidenciar princípios de seriedade e preocupação com políticas de relacionamento.
A questão é que quando tudo isso fica apenas no nível do discurso aparece como se fosse manipulação da palavra e caracteriza a falácia da comunicação.

Ameaças e Oportunidades
O que as empresas e os profissionais que cuidam dessa área precisam saber é que todo processo de gerenciamento de crises apresenta, além das ameaças inerentes, também preciosas oportunidades de reforço de imagem, que só um profissional muito bem preparado pode conhecer, antever e tirar o proveito que a crise oferece.
Ao invés de apenas projetar as luzes do cristal, a empresa deve chamar para si a responsabilidade e mostrar de maneira inequívoca como aplica e pratica o seu plano de negócios, as suas políticas administrativas e as normas e códigos de conduta para que não fiquem dúvidas e não apenas dizer que as têm. Ela deve demonstrar os resultados práticos dessas atitudes e não apenas dizer que as pratica.
No caso em questão, não sei se esses resultados existem. Mas, se existem, perderam a oportunidade de reforçar a própria imagem e tirar os benefícios que toda crise oferece. Esse não seria o momento de aproveitar essas informações e utilizar os recursos das redes sociais para causar o mesmo efeito e esclarecer o assunto de uma vez?
Muito bem, foi feita a tradicional lição de casa, mas não foi o suficiente, porque apenas administraram as conseqüências do fato e não suas causas.
Não vamos ser mais realistas que o rei, mas sejamos realistas
As empresas vivem num ambiente de total competitividade, onde qualquer recurso pode significar uma larga vantagem competitiva em relação aos demais concorrentes. Para sobreviver nesse ambiente as empresas precisam adotar posturas agressivas em todos os níveis. Por isso, elas são atacadas todos os dias e vivem crises permanentes no mundo dos negócios. Elas estão acostumadas a sofrerem e superarem crises.
É por isso, que crises como essas, nas redes sociais, são tratadas de maneira superficial, porque ela é encarada como mais uma entre tantas outras que vivem todos os dias. Muitas empresas não têm a dimensão do prejuízo da imagem e o quanto uma crise de comunicação, especialmente nas redes sociais, pode gerar de desgaste para a marca. Elas somente se preocupam de verdade quando a crise é capaz de alcançar a distribuição de seus produtos e causar impacto nas vendas e em seu faturamento.
Cabe então ao profissional saber exatamente como a marca está inserida nesse contexto e quais são os fatores de risco que envolvem a empresa, o produto e a formação da imagem da marca. Cabe ao profissional, conhecendo esses aspectos, fazer a conscientização dos dirigentes antes que o risco se transforme em fato gerador de uma crise.
As empresas estão acostumadas a atuar nas redes sociais pela via do marketing, está na hora do profissional de comunicação transferir essa ação para a área institucional e introduzir estrategicamente a empresa para que o relacionamento constante a torne parte integrante e seja respeitada por suas posições naturalmente.
O profissional de comunicação é responsável pela mudança de atitudes e posturas praticadas pelos dirigentes da empresa porque senão, quando a crise abatê-la, é ele que será chamado de incompetente.

COMO COBRAR POR SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO? | OS SERVIÇOS E A FORMAÇÃO DOS PREÇOS



Como cobrar por serviços de comunicação? Quem pode me ajudar?
O complicado universo dos preços de comunicação.
Post 2 – os serviços e a formação dos preços
Uma agência padrão tem um escopo de serviços pré-definidos, que, em geral, são:
  • A assessoria de imprensa, que vai desde os serviços básicos de preparação de conteúdos (releases, notas de imprensa, comunicados, statements ou sugestão de pauta, etc) e disseminação de informações com análise de noticiário, programas mais elaborados de relacionamentos até níveis estratégicos. No nível de pacotes de serviços são conhecidos os press tour, press trip, media monitoring, lançamento de produtos, programas de almoços e encontros, visitas, entrevistas, coletivas presenciais e eletrônicas, o media training, que também tem diferentes níveis e o serviço mais sofisticado de gerenciamento de crise e seu respectivo treinamento. Os preços variam dependendo da combinação entre eles.
  • Os serviços na área de comunicação digital, que se tornou muito mais atraente que a própria assessoria de imprensa e tem muito mais ações que a assessoria de imprensa, sem falar da complicada administração de crises nas redes sociais.
  • A comunicação interna, com os produtos periódicos, como jornais, revistas, murais, campanhas ou com a realização de pesquisa e planejamento.
  • A organização de eventos, que tem um leque muito grande de serviços desde planejamento e logística, encontros empresariais, recepção de convidados e visitas, solenidades, inaugurações, seminários, congressos e convenções.
  • As publicações e produção de conteúdos são outra área que tem vários serviços definidos que podem ser desde a criação de projetos editoriais e gráficos de periódicos internos ou externos (jornais e revistas) como todo o processo de elaboração e produção final. Além da produção de conteúdos para eletrônicos como sites, portais, blogs ou informativos.
Afinal, quanto deve ser cobrado um plano de assessoria de imprensa? Ou para uma ação nas redes sociais? E se você for organizar um evento? Ou produzir uma publicação?
Isso sem falar nos programas com comunidades, quando você tem que orçar uma campanha socioambiental, com pesquisa de opinião e avaliação social ou ainda para organizar uma audiência pública numa comunidade.
Para complicar ainda mais, como você orçaria um programa na área governamental, tão necessária atualmente. Quanto custa para realizar um plano institucional de governo para a empresa?
Se essas são apenas algumas áreas de atuação das agências, imaginem quantos produtos e serviços podem ser extraídos de cada uma delas. Será possível quebrar tudo isso em tarefas e colocar em pacotes de serviços para precificar? Será que é possível, diante de tanta complexidade, tentar definir quanto custa escrever um texto ou quanto custa para disseminar uma informação?
Será que dá para padronizar ou montar uma tabela para tudo isso?
Vamos ver isso no próximo post e avaliar os processos de formação de preços desse intrincado escopo de serviços de relações públicas. Se quiser contribuir com alguma sugestão, por favor, coloque suas opiniões nos comentários, que eu apresentarei num próximo post.

Veja o primeiro post da série: A concepção, o contexto

10 COISAS QUE O FACEBOOK NOS ENSINOU SOBRE RELAÇÕES PÚBLICAS


Este post foi escrito por Fernando Neves. Participe você também do #Blogrelacoes, veja como aqui!
*Por Fernando Neves
No último mês de fevereiro o Facebook completou o seu décimo aniversário. A maior e mais poderosa rede social do planeta, com mais de 1,2 bilhão de usuários cadastrados em todo o mundo, é claro, não nasceu desse tamanho. Inicialmente destinada a estudantes da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, em 2006 chegou ao púbico em geral. No Brasil somente em 2011 a rede de Mark Zuckerberg desbancou o Orkut que reinava por aqui até então.
O Facebook foi crescendo, mudando, trazendo novos hábitos e ninguém sabe exatamente aonde isso vai dar e se essa estrada tem um fim. Sinônimo de rede social, o Facebook, juntamente com outras mídias digitais, mudou o mundo das comunicações e o negócio de relações públicas para sempre. Nesse tempo tivemos que aprender e repensar sobre muitas coisas.
Aqui está uma lista com algumas delas:
1 – Comunicação de Mão Dupla. Relações públicas não é uma via de mão única. A verdadeira obsessão que ainda temos com a grande mídia tem frequentemente nos levado a esquecer o papel de envolver os diversos públicos em uma conversa. Páginas do Facebook que apenas se concentram em mensagens marqueteiras sobre suas marcas não funcionam. Ouvir e envolver a audiência, oferecendo conteúdo adequado ao que os consumidores procuram é a chave do sucesso.
2 – Liderar Conversas. A compreensão de engajamento editorial e reputação dá diversas vantagens ao relações públicas. Não tentamos controlar uma mensagem ou impor pontos de vista, mas sabemos como ninguém liderar e participar de conversas. E essa é uma das razões pelas quais estamos capacitados para ajudar a promover marcas e construir comunidades no ambiente das redes sociais.
3 – Influenciadores. Os jornalistas não são os únicos influenciadores que devemos envolver em uma tentativa de alcançar o público. Muitas pessoas e organizações estão construindo comunidades em rede, estabelecendo conversas e trocando informações sobre os mais variados temas. Procure os influenciadores que têm uma comunidade relevante para sua organização.
4 – Comunidades. Hoje as empresas têm a oportunidade de se tornar influenciadores, mostrando-se especialistas em suas áreas de atuação, construindo suas próprias comunidades e participando das comunidades existentes. Empresas podem falar diretamente com seu público e isso muda muitas das regras do velho jogo da comunicação.
5 – Tempo Real. O mundo está mais acelerado. E as mídias sociais pisaram ainda mais fundo no pedal do acelerador. Tudo é para agora e não temos mais o tempo que tínhamos para elaborar materiais e distribuir para a imprensa. As rede sociais, como o Facebook, operam no ritmo da vida on-line e temos que nos adaptar e ajudar as empresas a reconstruir a sua função de comunicação em torno de um modelo de redação em tempo real.
6 – Mídia paga. Mídias como Facebook deixaram muito mais claro os modelos de negócios. Se você quiser que o seu conteúdo seja amplamente visto por todos, sabe que terá que pagar por isso. O trabalho de relações públicas vai ser cada vez mais um misto de mídia espontânea, criada e paga. E não há nenhum mal nisso.
7 – Dados. Muitas ferramentas possibilitam o monitoramento de conversas nas mídias sociais que podem nos municiar com análises e insights para um planejamento melhor das nossas ações. O próprio Facebook oferece insights para páginas que nos permitem compreender o alcance e engajamento de conteúdo.
8 – Desenvolvimento de conteúdo. Conteúdo em diferentes formatos é o que dá base a campanhas atuais de relações públicas e não mais apenas textos e uma imagem de um executivo ou produto para ilustrar. Temos competência para criar áudio, imagens, texto e vídeo, e devemos estar cada vez mais confiantes para ajudar as marcas contarem suas histórias através de todas as formas de mídia.
9 – Contar histórias. Todos os dias as pessoas estão expostas a inúmeras mensagens de marca. A imensa maioria são mensagens meramente corporativas que não tocam o público-alvo e estão perdidas no meio de todo o ruído. Não se deve esquecer que estamos em uma conversa permanente com nossa audiência e é preciso contar histórias consistentes.
10 – Valor e propósito das relações públicas. Confundir relações públicas comassessoria de imprensa é um erro. É, no fim, desvalorizar o nosso próprio negócio. RP é uma disciplina de gestão estratégica focada na construção de reputação e imagem, por meio do uso de várias formas de mídia. E isso é muito mais valioso para as organizações do que somente relações com a imprensa.
 Fernando Neves é jornalista, especialista em Mídias Sociais e diretor da Ketchum Digital.

sexta-feira, 7 de março de 2014

Estágios 07/03

Designer
Oriente Comunicação

O que você vai fazer: Criação peças para redes sociais, email marketing, banners, entre outras peças para comunicação digital.
Nível de experiência: A partir do 4º período nos cursos de publicidade, design ou outras áreas relacionadas.

O que você precisa ter: Conhecimento em programas Adobe. Vontade de aprender, criatividade, agilidade e bom humor!
Horário de trabalho: 10h às 17h, com 1h de almoço.

Está dentro do perfil? Mande seu currículo com o perfil de suas redes sociais e link do portfolio até o dia 20/02 para carlarocha@orientecomunicacao.com.br com o assunto: Estágio de Design.


___________________________________________________________________________

Estamos com uma maçã inteira esperando por você. Quer fazer parte da nossa equipe? Procuramos um estagiário de CRIAÇÃO para início imediato, que tenha vivência em núcleo criativo, domínio da plataforma MAC e dos softwares: Illustrator, InDesign e Photoshop. Não perca a oportunidade! Morda essa vaga! Envie currículo e portfólio para: tiago@stalocomunicacao.com.br

_____________________________________________________________________________________


quinta-feira, 6 de março de 2014

Estágios e empregos!

Estudante de Design ou Publicidade e Propaganda até o 6° período
Local: Assessoria de Comunicação Social da Faculdade de Medicina da UFMG

Carga horária de 30 horas semanais

Bolsa de R$950,00

Conhecimentos:
Adobe Illustrator | Adobe Photoshop | Adobe Indesign |Adobe After Effects

Processo seletivo por meio da análise de currículo e entrevista.
Enviar currículo e portfólio para acs@medicina.ufmg.br até o dia
7/3/2014.

______________________________________________________________

Pessoal,
estamos procurando um profissional de atendimento com experiência para trabalho temporário de 1 mês aqui na Greco. Início imediato. Interessados, favor enviar currículo para ludmila@grecodesign.com.br.

_______________________________________________________________________

Emotion Digital - BH Vaga de estágio - 6 horas. Cursos: Comunicação Social, Jornalismo. Até o 6o período. Interessados enviar e-mail para michele@emotiondigital.com.br Valor da bolsa: R$600,00.

Facebook anuncia novo visual para o feed de notícias Por Redação Olhar Digital - em 06/03/2014 às 15h50

Lembra de cerca de um ano atrás, quando o Facebook anunciou um redesign completo do Feed de Notícias, que nunca foi adiante para a maioria? Agora a rede social oficializou que desistiu da ideia e anunciou um novo visual para a ferramenta, com mudanças bem menos drásticas, já que os grupos de teste detestaram a ideia original.

O novo feed de notícias foi revelado nesta quinta-feira, aproveitando as lições do teste fracassado, aplicando o que foi aprovado em um design mais familiar ao usuário, mas um pouco mais limpo que o tradicional.

A barra lateral preta, prevista para chegar junto com o novo redesenho, foi totalmente descartada, dando lugar a uma barra mais tradicional. O novo design também se assemelha ao feed do app mobile, com novos ícones, fotos maiores, novas fontes. Além disso, os múltiplos feeds, anunciados no ano passado, deixam de existir.

"As pessoas não gostam que mexamos em seus 'móveis', porque quebra sua memória muscular", afirmou Greg Marra, gerente de produto, citando a barra preta, cujo funcionamento dependia do tamanho da tela, confundindo a maioria. "É uma ideia particular de design que parecia legal, mas não ajudava a navegar pelo site", explica o executivo, citando que um dos principais objetivos foi evitar que os usuários precisassem reaprender a navegar para usar o site.

Como novidade, também está a barra de pesquisa. O Graph Search, anunciado no ano passado, continuará restrito para os usuários de língua inglesa, mas as pessoas de outros países verão uma barra de pesquisa semelhante visualmente, mas sem os mesmos recursos. O Facebook não sabe quando o Graph Search funcionará em outro idiomas, ou quando chegará ao mobile.

Segundo o The Verge, o novo feed será distribuído globalmente nas próximas semanas, então fique atento para mudanças no seu Facebook em breve. Confira também abaixo a comparação do atual modelo com o novo design:

NOVO DESIGN: 

Reprodução
 
DESIGN ATUAL:
Reprodução

DESIGN DESCARTADO:

Reprodução 

terça-feira, 4 de março de 2014

Seleção Hypeness: veja 21 anúncios que provam que a criatividade é tudo

Quando se trata de vender um produto, sabemos como a imagem conta. E como a criatividade é capaz de melhorar a forma como olhamos pra esse produto (lembre essas 10 embalagens criativas). Por isso, um bom anúncio pode ser a chave para uma ideia, preferencialmente com algum humor ou sarcasmo à mistura, faz a diferença.
Juntamos uma lista de 21 anúncios que têm tudo isso, que conseguem se destacar por entre a massa densa que nos chega todos os dias do mundo da publicidade. Eles prendem a sua atenção e passam a ser mais do que mero ruído visual.
Ah, a maioria é bem simples, o que prova que não é preciso complicar para chamar a atenção.

1. Nivea


CleverAds1

Creme de noite.

2. World Wildlife Fund (Organização de Preservação Animal)


CleverAds2
“Aterrador”. “Mais aterrador”.

3. McDonald’s


CleverAds3

Ame wi-fi grátis”.

4. Volkswagen



Estacionamento com precisão. Assistente de estacionamento por Volkswagen

5. King Khalib Foundation (Organização de cariz social)



“Certas coisas não podem ser encobertas”. (“Combatendo o abuso de mulheres em conjunto”).

7. Chupa Chups sem açúcar



8. Fio dental Colgate



9. Crisis Relief (Organização de apoio humanitário para desastres, na Cingapura)



“Dar um like [curtida no Facebook] não é ajudar”.

10. Pepsi



“Te desejamos um Halloween assustador”, com uma capa da rival Coca-Cola por cima.

11. Weight Watchers (Empresa que oferece serviços para perder peso)



“Entrada”; “Saída”

12. Keloptic



“Veja mais claramente por menos dinheiro”, numa campanha intitulada “Tornando o Impressionismo em Hiperrealismo”.

13. Nivea



“Porque a vida causa rugas”.

14. Cerveja Guinness



“Desfrute com moderação. Celulares desligados, por favor”.

15. Tzomet Sfarim (Livraria)




Trocadilho com a rede social Facebook e a expressão “Face a book” – “Encare um livro”.

“Se desconecte por um momento. Leia um livro”.

16. Organização Strong Marriage (Casamento Sólido)



“Como construir uma relação duradoura:

1. Corte pelo pontilhado.

2. Rode 180 graus”.

A ideia é a palavra “Me” (Eu) se transformar na palavra “We” (Nós).

17. Telescópios Orion



Provando a potência dos telescópios da marca, são mostradas 3 imagens com zoom cada vez maior, até ser possível ver um pequeno detalhe na bandeira americana colocada na lua – “Made in China”.

18. Agência de viagens Kielo



Em um dossiê de trabalho, o desenho de uma entrada para uma piscina e a pergunta –“Sonhando com umas férias?”

19. Anúncio da organização Plant for the Planet (Plante para o Planeta)



“Cada folha agarra CO2″, numa alusão ao fato de as plantas absorverem a poluição que criamos, por exemplo, com o trânsito.

20. FedEx (empresa de transportes) China-Austrália



21. Anúncio da Moms Demand Action (Mães Exigem Ação)



“Uma criança está segurando algo que foi banido da América para as proteger. Adivinhe qual delas”.

Em letras menores, a regra: “Nós não venderemos ovos de chocolates Kinder em nome da segurança das crianças”.

Designer cria cubos de madeira que se transformam em diferentes esculturas. O vídeo vai te hipnotizar.


Ghostcube é um sistema fascinante de cubos de madeira que podem ser torcidos, cruzados e acoplados. Não demorou muito para o invenção chamar a atenção de arquitetos, decoradores e amantes de quebra-cabeça.
O movimento e a forma possibilitada pelo Ghostcube lembra muito a do origami. As variações exibidas no vídeo logo abaixo parecem contar com dobradiças. Mas não se engane: não há nada além do cubo nessas obras.

Assista o vídeo pelo link:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=85LJh4sFi_M

ghost-2

maxresdefault
cube2

ghost-1

ghost-3

Erik Aberg, o criador do Ghostcube, decidiu que o modelo será open-source. Ou seja, qualquer um pode tentar. Inclusive, um vídeo de 30 minutos explicando como isso é possível está a venda no site.
Quem anima?